terça-feira, 10 de novembro de 2009

Linguagem de Internet



Basicamente, a Linguagem de Internet se resume em apócopes metaplásticas causadas por indolência generalizada. Trata-se de um novo idioma, uma nova forma de escrita, que muitos afirmam ser prática e inteligente, mas que na realidade só serve para deixar as pessoas mais preguiçosas do que já são. Segundo usuários desse novo recurso de comunicação, a Linguagem de lnternet é uma forma prática e rápida de expressar idéias em um curto período de tempo. Existem pelo menos duas teses que explicam o surgimento desse fenômeno linguístico. A primeira, é que a Linguagem de Internet teria sido inventada por baianos, mas eu, como autêntico baiano filho dessa Terra, digo pra vocês com certeza absoluta: NÃO COMAM ESSE CHEIRO NÃO! O problema com os baianos é só com uma letrinha, o maldito do D, que excluímos do nosso vocabulário e não pronunciamos nem a pau. Não estou falano mal de meus conterrâneos nem fazeno críticas destrutivas, mas se nós baianos não ressocializarmos o coitado do D, continuaremos matano a gramática. A segunda tese é que a linguagem em pauta não é nada mais que uma revolta das consoantes, que queriam ser relevantes no idioma português tal quanto são na língua alemã, isso explicaria o uso de tanto pq,oq,vzs e vc - tendo estas duas últimas uma metamorfose híbrida que consiste numa fusão de consoante com número natural, para expressar o número plural vocês (v6) - , mas até agora não existe nada comprovado. O problema é que não se sabe onde isso vai parar! Eu imagino dona Nerivalda escrevendo num bilhete uma receita de mingau de cachorro para sua irmã, dona Natalice, seria mais ou menos assim: - C PGA 2 DNT D ALHO, 2AS XKRA D FARINHA D GRRA +1 KDN D SAL. Meu Deus! É melhor nem imaginar uma coisa dessas! O certo mesmo é que a Linguagem de Internet vicia e causa dependência. Quais de vocês inquilinos do MSN nunca se flagraram usando pq e vc em anotações pessoais e até mesmo em redações? Se sua resposta for sim, não fique assustado, pois para escrever este texto fui vítima de sucessivos recalques consoantivos. O que me consola -  se é que isso serve de consolo - é que em comparação a outros vícios como a redundância e o gerundismo, a linguagem de internet é um café pequeno. Afinal, vivemos numa cultura em que crianças aprendem o que é Enter, Shift e Caps Lock, porém crescem, viram adultos, e não têm a mínima idéia do que é um pleonasmo.


Linguagem de Internet
Marcos Sorvane